Volta ao Algarve, etapa 4 – Dylan Groenewegen deixa marca mais um ano.

  • 23-02-2019
  •  

    Dylan Groenewegen (Team Jumbo/Visma) voltou a vencer na chegada a Tavira, à semelhança do tinha acontecido o ano passado.

    Na partida da etapa Groenewegen já mostrava concentração. – Fotografia: Jorge Branco.

    A etapa de 198,3 quilómetros, com partida em Albufeira e chegada a Tavira era ao jeito dos sprinters e no final Groenewegen foi superior a Arnaud Démare (Groupama/FDJ) e Jasper Philipsen (Team Emirates)  que finalizaram 2.º e 3.º respectivamente.

    Na etapa de hoje o melhor português foi Samuel Caldeira (W52/FC Porto) que terminou no 15.º lugar.

    Na classificação geral individual, Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) mantém a liderança.

    Amanhã na etapa que termina no alto do Malhão, em Loulé, Pogacar terá que se defender de um trio perseguidor de respeito, constituído por Soren Kragh Andersen (Team Sunweb), a 29 segundos, Wout Poels (Team Sky), a 30, e Enric Mas (Deceuninck/Quick-Step), a 31.

    O algarvio Amaro Antunes (CCC Team) permanece como o único português no TOP 10, a 2.36 minutos do líder, que amanhã vai defender esse estatuto na última etapa da «Algarvia», com final no alto do Malhão, em Loulé.

    Classificações completas aqui.

    Estando nós por dentro da Volta ao Algarve, todos os dias temos procurado trazer-te algumas curiosidades da corrida.

    Na segunda etapa entrevistámos Américo Silva, director da EFAPEL, ontem mostrámos-te o carro de apoio neutro Shimano por dentro (podes encontrar esses vídeos no nosso canal Youtube. (subscreve o nosso canal).

    Hoje, mais um pormenor curioso acerca dos “bastidores” da Volta ao Algarve. Visitando várias cidades e vilas diferentes, em diferentes dias, como aparece e desaparece toda aquela logística da meta de partida e chegada?

    A empresa Full Sport é a empresa encarregue dessa logística na Volta ao Algarve, estivemos um pouco à conversa com Rui Peixoto, um dos responsáveis no terreno que nos explicou como trabalham.

    Rui Peixoto é um dos responsáveis da Full Sport, que trata da logística das partidas e chegadas das etapas na Volta ao Algarve.

    A empresa tem no terreno 16 pessoas divididas entre a partida e a chegada (mais material e meios humanos na chegada), onde todos os dias nos diferentes sítios montam e desmontam todo aquele aparato de barreiras, publicidade, pódio, etc.

    Estrutura na partida, onde os ciclistas assinam a presença à partida da etapa todos os dias.
    Estrutura do pódio nos locais de chegada.
    A estrutura da meta ainda a ser montada.

    A montagem inicia-se por volta das 5:00 da manhã, para que esteja tudo pronto sensivelmente pelas 9:00 ( no caso da partida), depois de se dar a partida do pelotão, têm 3 horas para voltar a desmontar tudo o que foi montado, no outro dia o mesmo procedimento.

    A partida das etapas envolve menos material.

    Por: Luís Beltrão

    Fotografia: Jorge Branco

    Partilhar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais