Volta a Portugal 2019 – Há um novo camisola Amarela

  • 08-08-2019
  •  

    Pois é, esta Volta a Portugal continua equilibrada no e hoje Joni Brandão ditou uma “cambalhota” na classificação geral.

    Comecemos pelo vencedor da etapa, e como conseguiu Luís Gomes (Rádio Popular-Boavista) dar a primeira vitória à sua equipa nesta edição da Volta a Portugal.

    Luís Gomes colocou-se na fuga juntamente com o seu colega de equipa Hugo Nunes, Omer Goldstein (Israel Cycling Academy), Brice Feillu (Team Arkéa-Samsic), Álvaro Cuadros (Caja Rural-Seguros RGA). Leandro Oyola Medellin), Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir), David Livramento (Sporting-Tavira), Mathias Reutmann (Swiss Racing Academy), Filipe Cardoso (Vito-Feirense-PNB), Juan Felipe Osório (UD Oliveirense-InOutBuild) e Hugo Sancho (Miranda-Mortágua).

    Na fase decisiva em que os ataques começaram a suceder-se, sendo o ciclista mais activo e combativo nessa fase Hugo Sancho (Miranda-Mortágua), Luís Gomes jogou friamente, ficando sempre na roda dos que respondiam aos ataques com cara de grande sofrimento, pelo que os adversários quase nem contavam com ele.

    Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) foi o que mais vezes atacou na fase final.

    Mas no final foi o ciclista com mais energia e cortou a meta em primeiro, conseguindo a sua primeira vitória na Volta a Portugal e reforçando a liderança na classificação da montanha.

    Além da W52 Fc Porto, nenhuma equipa portuguesa tinha triunfado nesta edição da Volta a Portugal. Luís Gomes hoje deu a vitória à R.P. Boavista

    O final da etapa era na serra do Larouco em Montalegre, e a subida fez estragos entre o grupo dos favoritos.

    A W52 Fc Porto colocou-se na frente a controlar a corrida com um ritmo alto na subida final, e os ciclistas foram descolando do grupo, inclusive Gustavo Veloso notava-se mal colocado e em dificuldades, no final do grupo.

    Apercebendo-se da situação, Joni Brandão atacou a pouco mais de um quilómetro da meta, “escangalhando” o poderio da W52-FC Porto. (Vídeo mais abaixo).

    O ataque do corredor da Efapel deixou imediatamente em dificuldade o camisola amarela, Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), e o terceiro da geral, Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano). 

    Gustavo Veloso ressentiu-se da queda de ontem. “Hoje não conseguia ir no limite” disse Veloso no final.

    Apercebendo-se das dificuldades de Gustavo Veloso, João Rodrigues (W52-FC Porto), segundo na geral, respondeu a Joni Brandão, tendo cortado a meta 11 seg’s. depois do ciclista da Efapel.

    O líder da Efapel está agora no topo da geral, com 1 segundo de vantagem sobre João Rodrigues. Gustavo Veloso é terceiro, a 15 segundos.

    A três etapas do final, está tudo em aberto. A Efapel passou a estar em vantagem, mas também passa a carregar com a responsabilidade de controlar a corrida. 

    Joni Brandão é o novo líder da Volta a Portugal, por 1seg. de vantagem sobre João Rodrigues.

    A única liderança que a W52-FC Porto segurou foi a dos pontos, por intermédio de Daniel Mestre. Além da geral individual, também perdeu a coletiva, agora em posse da Rádio Popular-Boavista. Unai Cuadrado (Equipo Euskadi) é o melhor jovem. 

    A Volta a Portugal continua amanhã em terreno ondulado, com a ligação de 158 quilómetros entre Viana do Castelo e Santa Quitéria, em Felgueiras. A meta coincide com um prémio de montanha de terceira categoria, o que, tendo em conta as diferenças entre os da geral, pode levar a novos ataques.

    Vídeo resumo da etapa

    TOP 10 da etapa

    TOP 10 da classificação geral após a etapa 7

    Subscreve a nossa newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do MARRETAMAN.pt. Segue-nos nas várias redes sociais FacebookInstagramYoutube e Twitter.

    Por: Luís Beltrão

    Partilhar
    error

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais