Canyon – Revolucionário Sistema Dis\connect

  • 20-09-2017
  •  

    O sistema Canyon Dis\Connect, já foi utilizado por alguns pilotos de DH profissionais mas ainda não è disponibilizado ao público.

    Em que consiste este sistema?

    O Dis\connect é um sistema que elimina o “Pedal Kickback” ou seja, a força que a corrente faz nos cranks quando a suspensão de uma bicicleta está a funcionar.

    Este efeito nota-se muito mais quando a suspensão funciona em todo o seu curso, como acontece nas bicicletas de DH ou Enduro, no caso da Canyon o sistema é aplicado na sua máquina de DH, a Sender.

    Através de um manipulo de controlo no guiador desactiva os linguetes do cubo traseiro. Na prática, os linguetes são afastados, fazendo com que o carreto fique inactivo (em “roda livre”) e permitindo assim que a suspensão da bicicleta funcione livremente sem qualquer tipo de influencia das forças exercidas pelo peso do piloto e consequentemente pelos pedais e força da corrente.

    Numa bicicleta sem este sistema, o funcionamento da suspensão faz com que hajam forças na corrente bem como um recuo dos pedais, mas o peso do piloto em cima dos mesmos mantém-lhes a posição, anulando assim um livre funcionamento da suspensão.

    Observem a explicação e demonstração do engenheiro da Canyon, Lorenz Lay.

    Lamentamos ainda não conseguirmos colocar legendas nos vídeos, mas a explicação dada é a descrita anteriormente.

    A Canyon diz que as suspensões hoje em dia são pensadas e desenvolvidas para funcionar com as forças exercidas pela corrente, no entanto há secções do terreno onde não é necessário pedalar, e aí porque não dar à suspensão total liberdade para o seu funcionamento?

    Porque não está montado nas bicicletas para venda ao público?

    Porque além de ainda estar ainda a ser desenvolvido (desde 2015, mas foi apresentado em 2016) é necessário experiência e habituação para o utilizar.

    Com este sistema a funcionar (carreto livre), também não é possível pedalar e a história pode não ter um final feliz para o piloto se não houver uma total habituação.

    Curiosidades

    Será que a ideia surgiu aos engenheiros da Canyon quando em 2015 Aaron Gwin partiu a corrente da sua bicicleta numa corrida da Taça do Mundo, e para o espanto de todos, ganhou essa corrida sem corrente? É sempre bom rever estes desempenhos de outro planeta.

    A Canyon diz que já estava a desenvolver o sistema há cerca de 5 meses quando esta corrida aconteceu.

    Vamos ver se Gwin não vai cobrar Royalties do sistema. 😛 😀

    Uma tecnologia que é interessante acompanhar e que após mais desenvolvimento pode vir a ser uma novidade em breve para quem gosta do Enduro ou DH.

     

    Mr. B.

    Partilhar
    error

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais