Resumo – última prova da Taça de Portugal de XCM

  • 15-07-2019
  •  

    Decorreu ontem em Águeda a última prova da Taça de Portugal de Maratona BTT (XCM), na categoria de elite.

    Os 85 km’s. em Águeda tinham um desnível acumulado de subida de 2300 D+.

    A corrida masculina

    O percurso em Águeda tinha 85 quilómetros e a corrida decidiu-se entre os dois melhores da geral.

    Desta vez foi Andrew Henriques que conseguiu a vitória , ao fim de 3h.37m.59s., com Renato Ferreira a gastar mais 2 segundos. No terceiro lugar colocou-se Davide Machado (BTT Seia), a 1m03s. 

    Andrew Henriques venceu a última prova da Taça de Portugal de XCM.

    Apesar de terminar esta corrida no segundo posto, a Taça de Portugal foi para Renato Ferreira, que terminou a competição com 1150 pontos, mais 50 do que Andrew Henriques. David Vaz fechou o pódio da geral, com 910 pontos. 

    O pódio final da classificação geral da Taça de Portugal de XCM.
    É a segunda vez que Renato Ferreira vence Taça de Portugal de XCM.
    Publicidade

    A corrida feminina

    O percurso feminino tinha 70 quilómetros, onde a mais rápida foi Celina Carpinteiro, terminando a prova com 3h.30m.42s., seguida de Liliana Jesus (BTT Seia) a 11m.40s., e de Flávia Lopes a 15m.34s. da vencedora. 

    Celina Carpinteiro venceu a prova em Águeda.

    Apesar do seu terceiro lugar na corrida em Águeda, Flávia Lopes foi a mais regular ao longo do ano e venceu a Taça de Portugal, com 1080 pontos, mais 100 do que Celina Carpinteiro e mais 240 do que Liliana Jesus. 

    O pódio final da classificação geral feminina da Taça de Portugal de XCM.
    Flávia Lopes foi a mais regular e venceu a Taça de Portugal de XCM em 2019.

    Vídeo resumo da prova – Federação Portuguesa de Ciclismo.

    Categorias master e paracilismo

    Os vencedores da Taça em nasters 30 foram Michel Machado (Vasconha BTT Vouzela) e Raquel Marques (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde). Carlos Rocha (Saertex Portugal/Edaetech) leva a Taça em masters 35, enquanto os vencedores em master 40 foram Nuno Inácio (Trilho Perdido Eventos Cycling) e Ana Gonzalez (Mitto X-Sauce Berria). 

    António Marques (BTT Seia) impôs-se na geral de masters 45, em igualdade pontual com João Gomes (BTT Gardunha/Fundão/Create). Carlos Soares (Saertex Portugal/Edaetech) venceu a geral de master 50, Fernando Gonçalves (CTM Vila Pouca/Cepsa Casa Lima Chaves) foi o mais regular em masters 55 e Benjamim Silva imitou-o em masters 60. 

    Em paraciclismo saíram vitoriosos Gil Pereira (Batotas/Ponte de Lima), na classe C, e Tiago Craveiro, na classe D. 

    Classificações completas aqui.

    A prova em Águeda ficou marcada pela tragédia do falecimento de um atleta na prova da categoria promoção.

    O atleta não federado sofreu uma paragem cardio-respiratória cerca de 30 quilómetros após o início da prova, tendo ainda sido assistido e transportado para o hospital.

    Da nossa parte, as sentidas condolências à família do atleta.

    Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo.

    Fotografia: Câmara Municipal de Águeda

    Subscreve a nossa newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do MARRETAMAN.pt. Segue-nos nas várias redes sociais FacebookInstagramYoutube e Twitter.

    Partilhar
    error

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais