O novo SHIMANO 105 R7000 – na linha dos “irmãos” topo de gama.

Por | 18-05-2018 | Equipamento, Estrada

Tudo o que precisas saber sobre o novo SHIMANO 105 R7000 que provavelmente estará disponível a partir de Junho.

Exactamente na altura esperada, a Shimano anunciou uma remodelação do seu grupo mais popular, o 105.

A habitual rotina de transpor os avanços das gamas superiores para as dos níveis logo abaixo continua, e o 105 corresponde agora mais de perto aos grupos Dura-Ace R9100 e Ultegra R8000, tanto na aparência como no funcionamento.

Contando com opções de travagem tanto de aro como de disco, andamentos com relações mais alargadas, e escolha entre acabamento preto ou prata, o novo grupo Shimano 105 R7000 de 11 velocidades representa um avanço muito significativo em relação à versão 5800 que vem substituir.

Shimano 105 R7000

Adoptando uma estética similar à dos grupos superiores, Ultegra R8000 e Dura-Ace R9100, o novo 105 R7000 parece destinado a manter confortavelmente o domínio de mercado da Shimano no nível de preços intermédio.

Tal como em anteriores gerações do grupo 105, a versão R7000 herda a estética, ergonomia e design em geral das gamas superiores, embora com materiais mais pesados, maquinagem menos apurada, e a subtil não-inclusão de alguns detalhes mais refinados.

Quem esperava que as mudanças electrónicas Shimano Di2 fossem disponibilizadas a um preço mais reduzido, terá de continuar a esperar pelo que será provavelmente outro ciclo de produto (aproximadamente três anos).

Por agora a Shimano fica-se por mudanças exclusivamente mecânicas de 11 velocidades no grupo 105.

Mas enquanto os grupos Ultegra e Dura-Ace são disponibilizados apenas com acabamento escuro anodizado, a Shimano disponibilizará a grupo 105 em versões preta de dois tons ou cinza.

Alguns detalhes técnicos ainda não são conhecidos, tais como os pesos de componentes específicos. Contudo, alguns sinais indicam que o novo R7000 (pelo menos na versão com travões de aro) será ligeiramente mais leve do que o 105 versão 5800.

Opções de travões de disco hidráulicos e travões de aro

Não foi ainda há muito tempo que a Shimano oferecia travões de disco hidráulicos como componentes “sem-grupo” que tecnicamente não faziam parte de nenhum grupo.

Mas tal como os grupos Ultegra e Dura-Ace, o 105 tem agora uma opção oficial de travões de disco.

As novas pinças de travões hidráulicos flat-mount da versão R7070 têm um visual elegante e arrumando, e embora o peso provavelmente não seja muito diferente dos grupos Ultegra ou Dura-Ace, existe uma diferença chave para os ciclistas preocupados com a perda de eficiência de travagem por acumulação de calor.

Embora as pastilhas de travagem Shimano Ice-Tech com alhetas para dissipação de calor sejam compatíveis com estes travões, elas não vêm incluídas de série com este equipamento.

De igual modo, embora o disco RT70 de tipo CenterLock use o mesmo tipo de construção dos grupos topo de gama, de três camadas com o núcleo em alumínio, não dispõe das abas adicionais desses modelos.

Contudo, além da versão já existente com 160 mm. de diâmetro, será disponibilizada uma outra com 140 mm.

Estes travões de disco fazem par com as novas manetes de controlo duplo (ST-R7020), que seguem de perto o design das manetes Ultegra R8020, e oferecem uma maior amplitude de ajuste de alcance para se adequarem a diferentes tamanhos de mãos.

As opções de travões de aro continuam a estar disponíveis, com as novas pinças R7000 de duplo pivô, tanto em versão de montagem central como direct-mount, ambas com uma estética mais fluída e patilha de (des)aperto rápido e melhor arrumada.

As manetes de travagem e mudanças mecânicas (R7000) recebem idêntico refinamento de ergonomia, agora também mais próximas das dos grupos Ultegra e Dura-Ace.

 

Se entre as manetes de travões mecânicos e hidráulicos dos grupos Ultegra e Dura-Ace é difícil ver as diferenças.

 

Já nas opções do grupo 105 – manete R7000 de travagem mecânica à esquerda, manete R7020 de travagem hidráulica à direita – existem diferenças claras de ergonomia.

A Shimano afirma que independentemente do tipo de travagem, os componentes internos das manetes de mudanças foram redesenhados para permitirem passagens de mudanças mais rápidas e leves, com um curso da manete mais curto do que na versão 5800 do grupo105.

Olhando para as imagens, parece que as manetes de passagem para as mudanças mais pesadas têm um formato diferente, além de maior tamanho.

Manetes de mudanças e travagem para ciclistas com mãos pequenas

A nova manete R7025 de travagem hidráulica para mãos pequenas (à direita), ao lado da manete R7020 normal de travagem hidráulica (à esquerda).

 

Como se o ajuste de alcance não fosse suficiente, o fabricante foi um passo mais além e criou uma nova versão das manetes Dual Control especificamente desenhadas para ciclistas com mãos pequenas.

Este modelo R7025, também desenhado para utilização com travões de disco, proporcionará uma posição da alavanca com um ângulo mais próximo do guiador, ao mesmo tempo que adopta uma posição mais inclinada para fora, para obter maior distância à parte inferior do guiador durante a utilização.

Antevemos que este novo desenho de manetes surja de forma destacada nos tamanhos de bicicletas mais pequenos, bem como em modelos específicos para mulheres.

Esperamos que esta seja uma funcionalidade que chegue também um dia às gamas superiores Ultegra e Dura-Ace – afinal de contas, as mulheres com mãos pequenas também merecem opções de topo de gama.

Desviadores actualizados e opção de cassete maior

O novo desviador recebe um design Shadow, idêntico ao das gamas Ultegra, Dura-Ace e das gamas de montanha da Shimano.

Este design de baixo perfil posiciona o desviador mais próximo da roda e mais por baixo da cassete, proporcionando um design mais discreto e reduzindo o risco de danos durante uma queda.

A Shimano irá comercializar o desviador R7000 tanto na variante de caixa curta (SS) como de caixa média (GS).

A caixa de roldana mais longa do modelo GS permite a utilização de cassetes com maior amplitude de andamentos – 11-32 e 11-34 – sendo que esta última será disponibilizada pela Shimano com a nova cassete HG-700-11. Tal como a cassete Ultegra HG800, esta cassete é compatível com cepos tanto de 10 como de 11 velocidades.

Além da cassete em tamanho “de aventura”, 11-34T, a Shimano irá adicionar a opção de uma cassete 11-30T (CS-R7000) às já existentes.

A cassete 11-30T é compatível tanto com o desviador de caixa curta como com o de caixa longa.

O desviador frontal adopta o design de pivô de mudança compacto da Shimano, oferecendo maior distância para o pneu e ajuste integrado da tensão do cabo (usando uma chave sextavada de 2 mm).

Tendo já usado este desviador tanto nas gamas Dura-Ace R9100 como Ultegra R8000, comprovámos que esta mudança, apesar de pequena, é muito bem-vinda.

Um pedaleiro mais leve

Com peso 30 g inferior ao da versão 5800, o novo pedaleiro adopta um design assimétrico de quatro braços, similar ao visto nas gamas Ultegra e Dura-Ace.

A Shimano vai adicionar uma opção de pedaleiro semi-compacto de 52/36 aos já existentes nos tamanhos 50/34T e 53/39T, partilhando todos o mesmo diâmetro de fixação dos parafusos, para troca mais fácil dos pratos por outros de tamanhos diferentes.

O prato interior foi deslocado ligeiramente para dentro para reduzir o roçar da corrente e as falhas de mudanças, além de aumentar a distância para os pneus nas bicicletas com travões de disco.

O fator Q do pedaleiro – a largura entre as superfícies exteriores das manivelas do pedaleiro – mantém-se nos mesmos 146 mm. dos pedaleiros das versões R8000 e R9100, e a Shimano continuará a oferecer o pedaleiro com a opção única de eixo de 24 mm. de diâmetro.

Novos pedais 105 SPD-SL

O novo grupo traz também um pedal 105 actualizado. Similarmente ao que foi feito nos pedais Dura-Ace R9100, e depois também nos pedais R8000, a placa metálica de desgaste é agora dividida.

Mas diferente dos seus pares de preço superior, nos quais as placas metálicas são moldadas directamente nos corpos de material composto (e portanto não são substituíveis), as placas do pedal 105 parecem ser aparafusadas no sítio.

Isto, juntamente com redução adicional de material, permite uma altura do eixo ao topo do pedal mais reduzida, além de uma redução de 20 gr’s., mantendo o mesmo material do corpo em carbono. O peso anunciado dos novos pedais 105 R7000 é de 265 gr’s. o par, sem as travessas.

Além do peso mais reduzido, as opções mais caras das gamas Ultegra e Dura-Ace oferecem ainda algumas vantagens subtis, como maior distância ao solo, para pedalar mesmo durante as curvas.

O novo pedal R7000 é anunciado como permitindo um ângulo de inclinação de 31 graus, em vez dos 33 graus dos Ultegra, e 35 graus dos Dura-Ace.

Relativamente a preços, ainda não tivemos acesso aos preço de venda ao público para Portugal.

Artigo original: David Rome, cyclingtips.com

Fotos: Shimano

Tradução por: José Benjamim Ruivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais