NTT Pro Cycling sobrevive e passa a ser Team Qhubeka ASSOS

Por | 20-11-2020 | Estrada, Notícias

Foi através de um comunicado de imprensa da própria equipa que recebemos a notícia de que a equipa Sul Africana NTT Pro Cycling (que procurava patrocinadores há vários meses, correndo o risco de acabar caso não os encontrasse) irá continuar no pelotão World Tour em 2021, com o nome de Team Qhubeka ASSOS.

Douglas Ryder, o fundador sul-africano da NTT Pro Cycling (www.NTTProCycling.com), anunciou o próximo passo na incrível jornada da sua equipa, uma parceria com o líder em vestuário de ciclismo de desempenho, a ASSOS da Suíça, para criar a Team Qhubeka ASSOS.

Desde a fundação da equipa, o maior sonho de Ryder é usar o perfil e o sucesso que a equipa desenvolveu no cenário global do ciclismo para promover seu propósito: mudar vidas através das bicicletas, juntamente com a Qhubeka Charity.

A equipa diz que este apelo à ação foi profundamente sentido pelos seus ciclistas, equipa, parceiros e fãs em todo o mundo e viu a equipa arrecadar fundos para mais de 30.000 bicicletas para distribuição aos programas Qhubeka na África do Sul.

A partir de 2021, a equipa – que anteriormente se denominou como MTN, Team Dimension Data for Qhubeka e, mais recentemente, NTT Pro Cycling – estará numa posição para avançar ainda mais nesse movimento, competindo para aumentar a conscientização sobre os desafios de mobilidade que ocorrem nas comunidades em África.

O chefe da equipa, Douglas Ryder, disse:

“Estou muito feliz por ter conseguido o apoio de algumas pessoas e parceiros incríveis, incluindo a Suíça ASSOS, que entraram em cena para ser o patrocinador principal.

Conseguir recriar a equipa como Team Qhubeka ASSOS expressa exatamente pelo que continuamos a esforçar-nos, que é ser uma equipa de corrida de alto desempenho voltada para um propósito.

As últimas semanas foram incríveis vendo todos os comentários dos fãs em termos de como esta equipa se conectou com eles de diferentes maneiras. Estou muito feliz por podermos continuar a criar esperança e oportunidades através da nossa equipa e da Caridade Qhubeka.”

Douglas Ryder

“Estou ansioso para receber novos parceiros para a Team Qhubeka ASSOS enquanto planeamos e nos preparamos para uma nova temporada em 2021 num mundo que foi fortemente impactado pela pandemia. A bicicleta continua a ser uma ferramenta para mudar a vida de tantas pessoas pela deslocação, pelo desporto, pela saúde, pela liberdade e pela acessibilidade. A nossa equipa sempre foi muito mais do que vitórias, mas adoramos vencer. ”

“Também quero prestar uma homenagem especial ao nosso staff. Quem está no desporto sabe como é difícil, então ver a diligência, cuidado e profissionalismo que eles demonstraram inspira-me todos os dias. Somos realmente uma família ”

concluiu Ryder.

As palavras de Derek Bouchard-Hall – CEO da ASSOS

“Gostamos realmente de fazer parte desta equipa voltada para a missão – o slogan de Qhubeka de que“ as bicicletas mudam vidas ”não poderia inspirar-nos mais.

A ASSOS sempre esteve e continua profundamente ligada ao ciclismo profissional – ficamos comovidos com a oportunidade de apoiar o desporto durante a crise do COVID, mantendo esta importante equipa como parte do pelotão profissional. ”

Derek Bouchard-Hall

Roche Maier – ASSOS Creative Design Center

“Amamos a missão, as pessoas e o desafio que vem com ela. Somos feitos no ciclismo e contribuir para apoiar e desenvolver ainda mais o auge do ciclismo de alto desempenho é a coisa certa a fazer, especialmente nestes tempos incertos.

A equipa Qhubeka ASSOS não é um patrocínio tradicional, mas será operada como o “farol” da Equipa de Trabalho de Assos. A equipa será usada e abusada para levar os limites do desenvolvimento de produtos e testes de stress a outro nível. Agradecemos ao Douglas a oportunidade.”

Tsatsi Phaweni – Qhubeka, Diretor Executivo

“A Qhubeka desenvolveu um relacionamento com Doug Ryder e a sua equipa que se estende por mais de uma década e é baseado na nossa crença comum de que as bicicletas mudam a vida das pessoas para melhor.

Temos um grande respeito por tudo o que eles conquistaram até agora e esperamos continuar a apoiá-los em 2021 e além. Continuamos gratos pelo seu apoio contínuo ao nosso trabalho e por todos os seus esforços para arrecadar fundos e conscientizar o Qhubeka, junto com os seus fãs, patrocinadores e a comunidade do ciclismo em geral.

Juntos, podemos mudar mais vidas com as bicicletas e, por isso, desejamos a eles muito sucesso. ”

Salva-se uma equipa, que entretanto e enquanto se vivia o impasse perdeu elementos importantes como o director desportivo Bjarne Riis, ou ciclistas como Ben O’Connor, Ryan Gibbons, Michael Valgren, ou Edvald Boasson Hagen, entre muitos outros.

Veremos como será a Team Qhubeka ASSOS em 2021.

Fonte: Comunicado de imprensa da NTT Pro Cycling

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do MARRETAMAN.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais