Marcel Kittel rescindiu contrato com Katusha-Alpecin.

  • 09-05-2019
  •  

    O alemão Marcel Kittel comunicou hoje o fim da ligação contratual com a sua equipa, a Katusha-Alpecin, a pedido do próprio.

    O comunicado oficial foi publicado pela equipa e atleta através do Twitter.

    “A meu pedido, a equipa Katusha Alpecin e eu decidimos em conjunto terminar mais cedo o meu contrato”, lê-se no comunicado da equipa comandada por José Azevedo.

    Marcel Kittel, sprinter da equipa agora com 30 anos, que tem no seu palmarés 14 etapas do Tour de França, 4 etapas no giro de Itália, e muitas outras etapas em competições variadas, totalizando 91 vitórias na carreira, explica que se tem sentido cansado e sem o nível necessário para treinar a alto nível.

    “Nos últimos dois meses, tenho-me sentido exausto. Neste momento, não estou capaz de treinar e correr ao melhor nível. Por esta razão, decidi fazer uma pausa e tirar um tempo para mim, pensar nos meus objetivos e planos para o futuro (…). Este é o maior desafio da minha carreira e eu vou enfrentá-lo”

    Marcel Kittel.

    O sprinter alemão deixou ainda palavras de agradecimento ao Staff, equipa e patrocinadores.

    “Quero agradecer à equipa pelo último ano e meio e apoio, especialmente à equipa. Do fundo do meu coração, posso dizer que são as melhores e mais trabalhadoras pessoas que já vi. Sinto muito por não poder alimentar a sua paixão com mais vitórias e melhores resultados. Também quero agradecer aos patrocinadores que continuam a acreditar na equipa, com o seu apoio e conhecimento…”

    Marcel Kittel

    No mesmo comunicado, o diretor-geral da equipa lamentou a saída do corredor, a quem desejou as maiores felicidades.

    “É com tristeza que concordámos com o pedido do Marcel para deixar a equipa e as corridas. Percebemos a situação e apoiamo-lo totalmente neste momento difícil. Todos os elementos da equipa vão continuar a apoiá-lo no futuro, com a esperança de que volte a competir, como campeão que é”

    José Azevedo

    A primeira vitória de Kittel no Tour de França, foi em 2013 (venceu 4 etapas nesse ano), depois foi-se afirmando cada vez mais no lote de sprinters do pelotão internacional, tendo mesmo sido considerado por muitos o melhor do mundo na especialidade.

    Marcel Kittel no Tour 2013

    Em 2018 foi contratado à Quick-Step pela Katusha para o lugar de Alexander Kristoff, era uma contratação segura, depois de um ano de 2017 recheado de vitórias.

    Em toda a temporada de 2018 o ciclista alemão só deu duas vitórias à equipa, no Tirreno-Adriatico.

    Recordemos alguns dos seus melhores momentos, na esperança de que volte.

    Partilhar
    error

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais