Equipa Bahrain-Merida passará a Bahrain-McLaren em 2020

Por | 30-11-2019 | Estrada, Notícias

A Merida confirmou que irá terminar o seu patrocínio à equipa da Bahrain em 2020, equipa que passará a chamar-se Bahrain-McLaren.

A empresa de Taiwan continuará no entanto a fornecer bicicletas à equipa do WorldTour, mas a McLaren deve se tornar-se o patrocinador secundário.

A empresa do sector automóvel está envolvida com a equipa à vários anos e quer aumentar esse apoio, colocando a marca no nome da equipa que passará assim a ser conhecida como Bahrain-McLaren em 2020.

A Merida foi a patrocinadora principal da equipa desde que esta foi criada em 2017 pelo príncipe Nasser bin Hamad Al Khalifa.

Por essa altura a equipa apostou numa grande contratação, Vincenzo Nibali, que se pode considerar positiva, nos últimos três o italiano deu grande notoriedade à equipa com grandes sucessos, dos quais se destacam as clássicas Il Lombardia e Milan-San Remo, e o pódio no Giro de Itália e Vuelta a Espanha.

Vicenzo Nibali deu várias vitórias à Bahrain durante o seu contrato.

“Estamos imensamente orgulhosos dos últimos três anos e do que alcançamos. Fazer parte da equipa desde o início e garantir dois pódios do World Tour na primeira temporada deu-nos uma sensação de realização e uma ânsia de permanecer envolvidos com a Equipe WorldTour da Bahrain “,

disse Andreas Rottler, diretor de marketing da Merida.

A equipa Bahrain-McLaren continuará a utilizar as mesmas bicicletas Merida em 2020. A Scultura, bicicleta leve para trepadores, a Reacto é a bicicleta aero e a Warp de contra-relógio.

Sabe-se ainda que a Merida se irá basear nos conhecimentos técnicos e em alguma tecnologia da McLaren para o desenvolvimento dos seus produtos. Sabemos por exemplo, que o futuro modelo da Reacto será terá um género de comprovativo da McLaren, sobre testes de túnel de vento no que respeita a aerodinâmica.

A equipa da Bahrain passará por mudanças significativas em 2020, com a McLaren a aumentar o seu envolvimento e ainda pelo facto de Rod Ellingworth, ex-Team Ineos, ter sido nomeado director da equipa.

Rod Ellingworth, ex-Team Ineos

Enquanto Nibali transita para a TREK-Segafredo, cabe agora a Mikel Landa (ex-Movistar) e Wout Poels (ex-Ineos) a liderança da equipa em grandes voltas.

A equipa contratou ainda Mark Cavendish, que tem um forte relacionamento com Ellingworth e tem vínculos com a McLaren. A idade do Sprinter britânico pode ser avançada (34 anos), mas com o seu currículo mesmo que não obtenha resultados de destaque, funcionará sempre bem como marketing.

Mark Cavendish tem vínculos com a McLaren

Ficamos agora na expectativa para ver os novos equipamentos e imagem, mudará muito, ou não? Fica atento pois iremos publicar um artigo sobre isso também.

Subscreve a nossa newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do MARRETAMAN.pt. Segue-nos nas várias redes sociais FacebookInstagramYoutube e Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais