Teste – Canyon Ultimate CF SL Disc 8.0 Di2 – Uma escaladora Aero.

  • 30-10-2018
  •  
    Uma bicicleta equipada com o novo Ultegra Di2, com travão de disco, qualidade de construção, a um preço não proibitivo.

    Quem conhece a marca alemã sabe que além da óptima qualidade de construção, esta marca equipa as suas bicicletas de uma forma bem pensada e equilibrada, isso vê-se na Ultimate CF SL Disc 8.0 Di2.

    Nesse equipamento, o que mais se destaca e o que dá um “toque especial” à bicicleta é mesmo o Ultegra Di2 com travão de disco.

    A pedalar

    Uma coisa que notei na geometria deste quadro Ultimate é que mesmo no meu tamanho fico um pouco mais esticado do que noutras bicicletas, ou seja vamos  sempre numa “posição racing”, mas confortável.

    Por um lado, quando estás a rolar “encaixado” na bicicleta sentes-te como se fosses numa bicicleta Aero (talvez um pouco de influência estar a ver o guiador integrado), mas também no pedalar.

    Por outro lado, quando entras numa subida, te levantas e começas a pedalar de pé “gingando” a bicicleta, é aí que te apercebes de como é leve e rápida.

    Apesar de ser uma boa roladora, é nas subidas que esta bicicleta está no seu terreno de eleição, e notarás isso assim que começares a pedalar serra acima.

    Experimentámos esta versão com uma desmultiplicação de pratos 52/36 e cassete 28/11, que na nossa opinião é a desmultiplicação certa para ciclistas activos (que pedalam mais do dois dias por semana), mas não profissionais.

    O Shimano Ultegra Di2, é de uma precisão e suavidade impressionantes e quando adquires uma bicicleta com este equipamento, assim que sais para pedalar ficas desde logo satisfeito pelo dinheiro que investiste na bicicleta, pois proporciona-te uma experiência fora do comum.

    No caso da bicicleta que recebemos o Di2 não vinha bem afinado, foi afinado na Bike Planet (loja que nos apoia na parte mecânica). Tendo em conta que ao comprares esta bicicleta ela iria directa para tua casa, se não fores “expert” na matéria poderás levar algum tempo a afinar o Di2.

    Podes sempre optar por levar a uma loja, e mesmo pagando esse serviço, continua a compensar muito o preço desta bicicleta relativamente a outras.

    Relativamente aos travões de disco, a experiência que vos podemos passar é de que são silenciosos e potentes, com estes Ultegra de 160mm. aplicando a mesma força na manete, travas mais, ou seja necessitas aplicar menos força para travar o mesmo do que com uns mecânicos.

    São essenciais? Não! Mas se podes adquirir uma nova bicicleta com travões de disco, melhor.

    Principalmente se pedalas de inverno com estrada molhada, pois com estes travões não vais ter que te preocupar se estás a estragar a pista de travagem das tuas rodas ou não, como tentamos mostrar neste vídeo.

    Todos os pormenores sobre a utilização de travões de disco em estrada (sim ou não?) podes encontrar neste nosso artigo.

    As rodas DT SWISS PR1400s, com os cubos  DT 240 completam o conjunto com rigidez e fiabilidade.

    Embora estas DT SWISS se tenham revelado bastante rígidas e à altura do conjunto, na nossa opinião, esta bicicleta ficaria mais interessante do ponto de vista estético com uma rodas de maior perfil. (O ciclista gosta de olhar para a sua bicicleta, esteticamente ficariam melhor outras, mas pelo preço e peso não se pode pedir tudo).

    Uma alternativa mais simples e que daria mais potencial a esta bicicleta seriam uns pneus de 28mm., olha para a foto e imagina esta bicicleta com uns pneus 28mm., parece que os está a pedir, verdade?

    Agora imagina, com travões de disco e pneus 28mm. não haveria qualquer tipo de condições ou terreno que “metessem medo” a esta bicicleta, ficaria bem melhor na nossa opinião.

    O Guiador dá o tal toque de classe estético, e dificilmente encontrarás noutras marcas uma bicicleta desta gama de preço com guiador e avanço integrados.

    Por outro lado limita um pouco os ciclistas mais exigentes com o “bike fit”, com as medidas e acertos de posição, pois não podes mudar tamanho nem inclinação do avanço.

    Lá está, neste caso é esteticamente maravilhoso, mas limita a outra parte, não se pode ter tudo. De qualquer forma, na nossa opinião é bem vindo, até porque se revelou bastante confortável.

    Em resumo, uma bicicleta com equipamento quase de topo por um preço muito razoável ( €3.299,00), que podes utilizar todos os dias do ano sem qualquer tipo de reservas.

    Todas especificações técnicas e preço desta bicicleta no site da CANYON.

    Toda a gama Ultimate CF SL no site da CANYON.

     

    Por: Luís Beltrão

    Fotografia: Jorge Branco

    30/10/2018

     

     

     

     

    Partilhar

    2 comments on “Teste – Canyon Ultimate CF SL Disc 8.0 Di2 – Uma escaladora Aero.”

    1. João diz:

      esqueceste de dizer k com travões de disco, em grandes travagens ( descidas) os aros tb ñ aquecem.
      tb gostaria de te comunicar k todas as marcas jà se viraram pros discos, e obvio as rodas seguem o mesmo caminho, o k faz k com as k tens ,….nada a fazer !
      abraço

      1. Mr. B diz:

        Amigo João, obrigado pelo comentário.
        Abraço e boas pedaladas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais