Teste – Nova Canyon Grail CF SL 7.0 – de Marte para a Terra

  • 22-05-2018
  •  
    A Canyon lançou muito recentemente a sua Gravel Bike, a Grail.
    teste marretaman.pt canyon grail

    Canyon Grail CF SL 7.0 – Gravel Bike

    Já falámos sobre este tipo de bicicletas no nosso site, podes encontrar tudo aqui  sobre as Gravel Bikes.

    Esta marca tinha lançado a “Inflite” o ano passado (bicicleta de ciclocrosse (CX)), completamente redesenhada e diferente.

    Canyon Inflite – bicicleta de ciclocrosse lançada o ano passado.

    Na altura muitos viram essa bicicleta também como uma gravel (à semelhança de outras marcas, que pegam em modelos de ciclocrosse, pintam diferente e chamam-lhes gravel), mas não era essa a intenção da Canyon.

    Os alemães quiseram desenvolver uma Gravel de raiz (porque as Gravel e CX são bicicletas diferentes) e fizeram um excelente trabalho, tendo construído uma bicicleta muito equilibrada e polivalente.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Pode dizer-se que a Grail parece uma bicicleta vinda do futuro, ou “de outro planeta”, esteticamente arrojada, com o guiador a conferir-lhe um aspecto diferente e “personalidade própria”.

    teste marretaman.pt canyon grail

    O Guiador

    Vamos abordar já este aspecto, é verdade que a Canyon tem rompido com alguns tradicionalismos (a própria “inflite” também é exemplo disso), mas mesmo assim, ninguém esperava este guiador!

    A parte estética depende do gosto de cada um, não vamos entrar em questões filosóficas do “ser ou não ser”, foi algo polémica pelo facto de ser diferente de tudo o que já existia.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Os engenheiros da Canyon desenvolveram vários protótipos de guiador, com o objectivo deste proporcionar conforto extra ao ciclista em longas jornadas a pedalar por terrenos com irregularidades.

    Pensa bem, quando é que colocas as mãos na parte superior do guiador?

    Quando queres descansar e adoptar uma posição mais descontraída certo?

    Pois bem, a zona central da parte superior deste guiador não assenta na caixa de direcção como habitualmente, tendo uma zona bastante fina de flexão.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Zona central superior (mais fina) é flexível, a zona inferior (drops) é a zona de controlo.

    Essa zona central tem como objectivo proporcionar mais conforto ao ciclista quando este pedala com as mãos naquela posição, absorvendo as vibrações e irregularidades do terreno através da flexão da zona em suspenso.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Com as mãos na parte superior do guiador existe conforto extra.

    A verdade é que funciona.

    Não notarás desde logo, se pedalares 5/6 km’s., mas ao cabo de umas horas e quando já estás fatigado, notas bem essa zona do guiador mais confortável.

    Durante os quilómetros que efectuámos em teste notámos a diferença, principalmente quando se pedala em pavé ou calçada. Se a UCI permitisse a utilização deste guiador, muito provavelmente alguns ciclistas profissionais iriam mesmo querer utilizá-lo no Paris-Roubaix.

    Sensações em andamento

    Acima de tudo é uma bicicleta que rola e sobe muito bem.

    Em adamento não se sente diferença no seu manuseamento pelo facto de ter o guiador “duplo”, é confortável, em descida controla-se bem a bicicleta, bem como a rolar ou a subir.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Em descidas, as mãos nos “drops” do guiador permitem maior controlo.

    A forma como as escoras estão construídas, com tubos finos e a terminarem no tubo horizontal do quadro absorvem muitas vibrações, o que juntando ao design do guiador resulta numa bicicleta bastante confortável.

    teste marretaman.pt canyon grail

    A versão que testámos tem um espigão de selim tradicional, mas na versão acima, adicionaram também um espigão de selim que acrescenta ainda mais conforto.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Nesta foto vê-se bem, como a parte superior do guiador fica suspensa, permitindo uma flexão desta zona.

    Existem vários tipos de Gravel bikes, umas mais agressivas, outras mais confortáveis, algumas permitem receber suportes de bagagem ou guarda-lamas, outras não.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Apesar de ser uma Gravel, proporciona diversão e adrenalina.

    Com a Grail podes aventurar-te por quase todos os tipos de terreno (até alguns trilhos, desde que não tenham muitas pedras e raízes).

    teste marretaman.pt canyon grail

    Mas o terreno dela são os “estradões” de terra batida e gravilha, aqui é que ela te vai deixar um sorriso bem rasgado quando estiveres a pedalar, pois com este tipo de bicicleta atinges velocidades fora de estrada às quais não estás habituado com a bicicleta de BTT.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Os Pneus

    Os Schwalbe G-One de 40mm., no que respeita a tracção e capacidade roladora revelaram-se bastante bons (até a rolar em asfalto).

    teste marretaman.pt canyon grail

    Embora não sejam  ”tubeless ready”, suportam muito bem essa conversão, pelo que o nosso conselho é que faças a conversão de imediato, pois vai permitir que utilizes pressões um pouco mais baixas no sentido de melhorar o conforto e desempenho da bicicleta em estradas de terra, sem correres risco de furar na primeira pedra pela que passas.

    Rodas

    teste marretaman.pt canyon grail

    Esta Grail vem com umas DT SWISS C1800 preparadas para “tubeless”, desde os “estradões” de gravilha e terra batida, passando pelo asfalto ou até alguns trilhos, revelaram ter resistência e rigidez para este tipo de aventuras.

    Travões

    Os travões de disco shimano revelaram-se à altura do conjunto, e cumpriram sempre com a função de para a bicicleta em descidas, com pó ou lama.

    Trasmissão

    Neste capítulo, na nossa opinião o shimano 105 funciona na perfeição, simplesmente a relação 50/34 (pratos) e 32/11 (cassete), revela-se algo pesada para subidas mais íngremes e fora do asfalto.

    As opções não são muitas, mas tendo em conta que é uma bicicleta para se ir à descoberta e aventura por vários tipos de terreno, até com bagagem, se optares por percursos em serras com mais desnível de terreno prepara bem as pernas pois não vai ser fácil.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Na nossa opinião, a Canyon está de parabéns pela bicicleta no seu conjunto, tiveram coragem de romper com o tradicional, construindo uma bicicleta com um quadro de rigidez, design e conforto espectaculares.

    Além disso tem uma excelente qualidade de construção e acabamentos, o modelo testado pesa menos de 9kg’s. em tamanho L.

    O facto de comprares mais barato e directamente on-line não é sinónimo de falta de qualidade.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Recebes a bicicleta em casa, com todas as indicações de montagem e ferramenta necessária para a mesma.

    teste marretaman.pt canyon grail

    A Grail é uma Gravel “descontraída”, de expedição, confortável, para ir à aventura com a bagagem montada e em autonomia (no próprio catálogo e manual da bicicleta, esta vem com imagens de bagagem montada), mas não deixa de ser divertida e proporcionar adrenalina por isso.

    teste marretaman.pt canyon grail

    Se a experimentares vais ter vontade de pedalar mais e mais, além de que, não vais passar desapercebido certamente.

    A bicicleta testada foi a Canyon Grail CF SL 7.0, tem um valor de 2.199,00€, no entanto existem outras gamas deste modelo, que poderás encontrar no site da marca.

    Vídeo do nosso teste, que demonstra algum do potencial da bicicleta.

    Medidas e geometria

    Galeria de fotos

    Fotografia// Jorge Branco
    Montagem da bicicleta// José Carmo [Bike Planet]

    Mais informações sobre a este modelo: Canyon Grail

    Sobre a Canyon: www.canyon.com

    Luís Beltrão
    Mr.B.

    Partilhar
    error

    One comment on “Teste – Nova Canyon Grail CF SL 7.0 – de Marte para a Terra”

    1. Paulo Almeida diz:

      Parabéns amigo, excelente artigo.
      Fiquei com vontade de dar umas pedaladas, quem sabe se um dia destes mando vir uma dessas…;-)

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
    Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

    Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais