1.ª prova da Taça de Portugal de Downhill – Vasco Bica no pódio, com espanhol e britânico.

Por | 26-02-2018 | Montanha, Notícias

Na primeira prova da taça de Portugal de DH a corrida de elite masculina foi marcada pela competitividade entre os três mais rápidos, que trocaram de posição entre a manga qualificativa e a final.

Todos foram mais velozes na descida de todas as decisões. Ángel Suarez revelou-se o mais eficaz. O melhor Português foi Vasco Bica da equipa Miranda.

O ciclista espanhol, terceiro na manga de qualificação, estabeleceu o melhor registo na final, 2’43’’528, assegurando, assim, a vitória e a primeira liderança na Taça de Portugal.

O britânico Jack Reading (One Vision Global Racing), mais veloz na qualificação, melhorou o registo pessoal na final, mas caiu para o segundo posto, com 2’46’’125.

O português Vasco Bica (Miranda Factory), segundo melhor na qualificação, ficou no terceiro posto final, graças ao registo de 2’46’’970.

Vasco Bica

A número três do ranking mundial feminino de DHI e segunda classificada na geral da Taça do Mundo de 2017, Tahnée Seagrave, foi claramente mais veloz do que a concorrência. Mostrou ao que vinha com o melhor registo na manga de qualificação e confirmou a superioridade na descida final.


Tahnée Seagrave completou a prova em 3’12’’100, deixando a compatriota Katy Curd (Specialized UK) a 2,627 segundos, no posto imediato. A terceira, a uma muito considerável diferença de 48,620 segundos, foi a andorrana Blanca Aracil (2a Racing). A melhor portuguesa foi Ana Costa (Ciclo Madeira Clube Desportivo), quarta classificada, a 51,494 segundos da vencedora.


Os forasteiros também estiveram em grande plano na categoria júnior. A vitória foi para o italiano Hannes Alber (ASC Tiroler Radler Bozen), com 2’53’’041. Seguiram-se o francês Nathan Paillard (Lourdes VTT), a 5,374s, e o britânico Jamie Edmonson (Transition Bikes/MUC-Off Factory Racing), a 6,006s. O melhor português foi Tiago Ladeira (Miranda Factory), quarto, a 6,299s.

Gonçalo Bandeira (Miranda Factory) impôs-se entre os cadetes, graças ao registo de 2’54’’242, um tempo entre os melhores absolutos. Nos veteranos ganharam Brett Wheller (MS Racing Portugal/Estrela da Amadora), em master 30, José Sousa (Casa do Povo de Abrunheira), master 40, e José Salgueiro, master 50. Ana Martins foi a única master feminina em pista.

 A Miranda Factory triunfou por equipas, seguida pela MCF/Município de S. Brás e pela Transition Bikes/MUC-Off Factory Racing.

A segunda prova pontuável para a Taça de Portugal de DHI vai realizar-se em S. Brás de Alportel, no dia 18 de março. À semelhança da corrida deste domingo, é uma prova de classe 1 internacional, esperando-se que também atraia uma extensa e legião internacional.

Podes ver todas as classificações completas aqui.

Vê o percurso nesta descida de treinos de António Rodrigues

Fonte e fotos: Federação Portuguesa de Ciclismo

Luís Beltrão

Mr.B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Para colocar um comentário, deve ler e concordar com as normas RGPD abaixo:
Este formulário regista o seu nome, email e comentário para que possamos gerir os comentários colocados no nosso site. Para mais informação sobre como, porquê e onde armazenamos os seus dados por favor consulte a nossa Política de Privacidade.

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais